Translate

Posted by : Middle East Daily Filho June 01, 2012

Enquanto o regime sírio comemora a libertação de 500 presos inocentes, em resposta à pressão internacional (logo após o massacre de Hula) o Exército Sírio e as forças de segurança foram reportados como tendo realizado uma pesada campanha de varreduras e prisões aleatórias que somaram num total de 150 pessoas só no bairro de Janoub Al Mala'ab na cidade de Hama nesta quinta-feira.


Jihad Hafaqak é médico do Crescente Vermelho Sírio - Preso pelo regime sírio
 em 11-05-2012
Por Saulo Valley para JIRABH (Jornalismo Internacional na Revolução Árabe do BlogHumans)
31 de Maio de 2012 - 18h32 GMT-3 - Atualização: 01/Junho/2012 09h17 GMT-3

 Ativistas internacionais também denunciaram um violento bombardeio contra áreas residenciais. Ainda reportaram que o número de mortos nesta quinta-feira atingiu a casa dos 55, com base no relatório diário publicado pela CCLSy (Coordenação de Locais da Síria).

O jovem na foto ao lado chama-se Jihad Hafaqak. Médico do Crescente Vermelho Sírio. Um dos coordenadores. Ele foi preso no dia 11 de Maio deste ano num ponto de controle das forças de segurança e está sendo mantido preso em um centro de Inteligência Política de Homs. Seus familiares e mais de 800 amigos e vizinhos reclamam a sua libertação na página criada no Facebook desde a sua prisão "AlhrytLmtqlAlhlalAlahmrJhadHakmy".

A rede Aljazeera ainda fez uma reportagem nesta terça sobre os libaneses sequestrados na Síria. Diáriamente milhares de pessoas são abduzidas na Síria. Uma prática do regime sírio que tem alargado as valas comuns e hiperlotados as prisões que foram convertidas em centros de torturas e execuções lentas.

Continuam as prisões e novos extermínios depois do comentado Massacre de Hula.


Os massacres na cidade de Homs são frequêntes e intermitentes. Não há quem impeça a Bashar Al-Assad e seu regime de executar seu plano de exterminar (antes torturar e matar lentamente) a todos os seus opositores políticos e religiosos. Isto mesmo: O regime sírio tenta fazer parecer que há uma guerra sectária no seio da revolução, entre ele mesmo, o próprio regime está usando seus asseclas da seita "Alawite" para perseguir e exterminar a todos os não-alawitas da Síria, exceto os que se curvam e beijam as fotos de Bashar Al-Assad.

O último massacre aconteceu em Al-Quasir em Homs e foi reportado pela agência internacional de notícias "BBC". Detalhe: Todos eram trabalhadores rurais de uma fábrica de fertilizantes, que foram surpreendidos dentro de um ônibus que conduzia os trabalhadores para o campo.

Mediante ao fogo pesado dos tiros aleatórios das forças pró-assad, o FSA precisou intervir em favor dos familiares das vítimas para recuperar os corpos - informou a coordenação da pequena vila de Qudsaya e Curto, onde aconteceu o crime bárbaro. Ainda 6 casas foram destruidas, 90 pessoas feridas e 12 pessoas morreram em consequência dos bombardeios implementados após a onda de prisões em massa na região Leste da cidade. De acordo com o relatório da revolução, os tiros eram disparados à partir de pontos de controle em Almashtal e do destacamento militar e de segurança da cidade. A fonte relatou ainda que os bombardeios continuam em andamento na região Norte da cidade e o dia amanheceu mais negro ainda na província de Homs com grandes operações militares em vilarejos e cidadelas.

Video: Hospital improvisado numa residência recebe os feridos vítimas de bombardeio. No momento da entrevista dos feridos, uma explosão atinge a construção aonde funciona o hospital de campanha. Logo a seguir uma sequência enorme de lutadores do FSA feridos ou mortos chegam em grande quantidade, durante combate para impedir a entrada do exército sírio predador na região. IMAGENS FORTES. CONTÉM SANGUE +18.


Ocorreram várias tentativas de invasão militar do exército sírio na região, mas o FSA (Exército Livre Sírio) formou uma força de contenção que tem mantido o exército ocupado enquanto tentam retirar os civis das mãos das força de segurança. Vídeo: FSA lutando para impedir a entrada de tanques em Qudsaya.



As regiões que permanecem sendo bombardeadas nesta Sexta: Aldumeineh Algharbiyeh, Kamam, Alsalomeyeh e Alshomariyeh. Disse a revolução em Qudsaya.


Enterro das vítimas do massacre de Qudsaya em Homs 31-05-2012
Foto: "Quasir Revolution"
Os corpos das vítimas foram mantidos numa geladeira até o momento que foi possível enterrá-los. As fotos estão neste álbum digital. As imagens são fortes e contém sangue.

Leave a Reply

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

Estatisticas

Searching this blog

Popular Post

Blog Archive

Facebook

Blog Humans by World Peoples

My photo

O BlogHumans é uma página de internet voltada para os direitos humanos internacionais, cada vez mais necessários nos atormentados dias de hoje. Escrito em vários idiomas, o BlogHumans é composto por diversos colaboradores internacionais. Ativistas, jornalistas e escritores defendem e lutam pelos direitos de todos os povos oprimidos no planeta.  Seja mais um a colaborar ativamente para a evolução deste importante trabalho para a manutenção da dignidasde da raça humana!
http://bloghumans.blogspot.com

Google+ Followers

Send to a Friend

Share |

Support Us, Please?

There was an error in this gadget

Country Counter

Followers

BlogHumans NGO. Powered by Blogger.

- Copyright © Middle East Daily -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -